Engenheiro Eletricista de formação, Rafael Almeida é ex-aluno formado pelo curso Programação do Zero e atualmente apaixonado por programação. Hoje, atua como Desenvolvedor Full Stack em uma empresa de Tecnologia.

Rafael compartilhou a sua história de transição de carreira conosco, vale a pena conferir e se inspirar!

Ao final, separamos outros materiais para te ajudar a passar pela transição de carreira. Não deixe de conferir.


"Minha trajetória com a programação foi a seguinte: desde pequeno eu tive muita vontade de mexer com Tecnologia, porque gostava de criar coisas – montar e desmontar.

Minha mãe até fala que os meus brinquedos não eram bonecos; eram utensílios que eu pudesse montar, desmontar e investigar o funcionamento, como o liquidificador.

Por conta desse meu interesse, decidi fazer Engenharia Elétrica, que era o curso que fazia mais sentido para mim, por estar atrelado às matérias que me fascinaram no Ensino Médio.

E foi assim o meu primeiro contato com programação: logo no primeiro período eu aprendi linguagem C, e no segundo, tive que aprender Java.

Daí para frente a graduação foi só programação, porque eu precisava mexer com um software chamado MATLAB para plotar curvas, estudar o comportamento de máquinas elétricas, etc.

Mas a verdade é que, se por um momento eu gostei (no início), com o tempo, comecei a detestar programação. Evitava a todo custo.

E por mais que eu tentasse me livrar de programação, eu tinha que lidar com ela, na parte de automação.

Então eu fui para a Alemanha, fazer um intercâmbio, e aprendi demais por lá. Entendi que Programação era essencial, porque tudo era feito através de simulações – que por sua vez eram construídas através de Programação. Então, voltei para o Brasil com o coração mais aberto para isso.

Finalmente eu me formei, e depois de lutar muito para conseguir um emprego, me dei conta que o mercado não estava bom para engenheiros, mesmo com o meu ótimo currículo.

Foi aí que Leo Alvarenga (hoje, dev front-end na Cubos Academy) me contou que estava na área de desenvolvimento e que tinha feito um curso técnico. Me incentivou, disse que o meu currículo era excelente, e que eu só estava estagnado porque estava insistindo na Engenharia.

Depois de começar a aprender Python e não gostar da parte de análise de dados, Leo me deu o conselho de tentar desenvolvimento web.

Quando ele me aconselhou, eu duvidei um pouco de que seria possível, afinal, teria que aprender três "coisas": CSS, HTML e JavaScript.

Foi quando ele me apresentou a Cubos Academy! Mais precisamente, o curso Programação do Zero.

Com o meu ingresso na turma do PDZ surgiu a minha paixão pela Cubos, essa é a verdade! Passei a estudar, aprender, e ver que a Cubos é incrível. Os professores, os assuntos, tudo.

É como se em toda a minha vida eu tivesse negado a programação mas, no momento em que eu mais precisei, ela me deu uma segunda chance.

A partir disso eu entrei de cabeça na programação e busquei todas as formas de aprendizado possíveis.

Depois de todo esse processo de desconstrução e reconstrução, hoje me sinto feliz e em casa quando estou desenvolvendo!"

Quer mudar de carreira, assim como Rafael? Confira os materiais que temos para te ajudar nesta transição de carreira profissional!