Nos últimos 3 anos, a procura por Flutter vem crescendo nas buscas do Google. Isso demonstra o quanto essa tecnologia está sendo cada vez mais procurada em todo mundo, ganhando mais espaço, tanto no mercado quanto no gosto dos desenvolvedores mobile.

Apresentado em 2015, durante a Dart Developer Summit, o Flutter tinha um codinome “sky” e tinha o intuito de facilitar a construção de interfaces mobile.

Em 2017, houve a estreia do Flutter em uma sessão de "live coding", mas foi em dezembro de 2018 que ocorreu o lançamento da versão 1.0.

Hoje, ele vem conquistando cada vez mais espaço no mercado e no gosto dos desenvolvedores. Por isso, separamos para você as principais informações deste framework, como: o que ele é, suas principais vantagens, suas desvantagens, quem usar Flutter e como começar a estudá-lo. Vamos lá?

O que é Flutter?

Flutter é um framework, um kit de desenvolvimento de código aberto, opensource, criado pelo Google. Ele facilita o desenvolvimento da interface e permite que a aplicação codada a partir dele consiga rodar em qualquer tipo de plataforma: mobile, desktop e web.

Ou seja, através de um mesmo código-base a aplicação consegue ser multiplataforma e nativa. Desta forma, pode ser utilizado para desenvolvimento em Android, iOS, Windows e todos os outros sistemas operacionais. A linguagem base do Flutter é o Dart, uma linguagem também criada pelo Google que se assemelha bastante ao JavaScript.

Os elementos estruturais no Flutter, como menus, opções de layout, botões etc, são widgets, que podem ser utilizados através dos pacotes já prontos do próprio framework ou criados “do zero”.

Este framework é baseado em três pilares:

• Desenvolvimento rápido

• Interfaces super bonitas

• Performance nativa

Por estas 3 características, ele vem caindo no gosto de muitas empresas.

Separamos um vídeo do professor da nossa primeira turma e especialista em Flutter, Eduardo Lacerda, que explica em pouco mais de 1 minuto as principais características:

Vantagens do Flutter

As possibilidades de utilização do Flutter só aumentam. A princípio, o framework foi criado para facilitar a criação de interfaces mobile, mas como já foi mencionado antes, já é possível desenvolver também em web e desktop.

Assim, uma mesma base de código pode ser multiplataforma, tornando o processo de código mais rápido.

Além disso, o Flutter fica na camada de UI (User Interface) das aplicações, não necessitando de nenhum intermediário entre ele e o dispositivo, o que aumenta sua performance e fluidez, caracterizando seus produtos praticamente como nativos. Assim, é mais fácil assegurar uma ótima experiência ao usuário.

Desenvolvimento rápido - Hot reload

O Flutter permite uma visualização instantânea das modificações feitas nos códigos, otimizando o processo de desenvolvimento e de testes. O hot reload ajuda na experimentação, construção de interfaces de usuário, adição de recursos e correção de bugs de forma rápida e fácil, pois só as telas alteradas carregam.

Suporte Google e apoio da comunidade

Por ter sido criado pela Google, o Flutter possui um suporte oficial da empresa, o que garante qualidade na aplicação, documentação sempre atualizada, todas as informações necessárias para o desenvolvedor responsável pelo projeto e facilidade de integração com demais recursos Google.

Isso garante qualidade na aplicação, documentação sempre atualizada e a segurança de que este não será um framework que não será abandonado. A comunidade construída em torno do Flutter também garante um suporte mais próximo.

Velocidade nos aplicativos móveis

Por usar widgets próprios, os aplicativos desenvolvidos com o uso do Flutter são muito mais rápidos, garantindo uma excelente experiência ao usuário e funcionando quase como um aplicativo nativo.

Sem falar que Flutter permite a criação de interfaces personalizadas e proporciona uma facilidade em acessar os recursos do aparelho - como a galeria, por exemplo -  permitindo a criatividade para construção de produtos diferentes.

Mesmo código

Uma importante característica do Flutter é que uma única base de código serve para a criação de apps modernos e nativamente compilados para dispositivos móveis, web e desktop. Desta forma, o desenvolvedor ganha tempo!

Menos atualizações

Por oferecer os mesmos widgets, não há mudança na estética de dispositivos desenvolvidos tempos atrás ou mais recentemente. Como consequência, se tem uma vida útil mais longa da plataforma, evitando atualizações constantes de ajustes visuais.

Vida útil dos aplicativos

Como os widgets em Flutter são parte do aplicativo (não há um intermediário), há diminuição de incompatibilidade em diferentes versões dos sistemas operacionais. Assim, os aplicativos desenvolvidos em Flutter continuarão funcionando em celulares mais modernos e com diferentes tecnologias.

Código Aberto e Gratuito

O código é aberto e gratuito, com toda a documentação necessária para uma análise mais aprofundada e consultas externas para a solução de problemas.

Não exige conhecimentos aprofundados

Programar com Flutter é simples e fácil! Não exige conhecimentos aprofundados de programação. Segundo seus criadores, até pessoas não programadoras conseguem usar a linguagem sem grandes dificuldades. Então se você é iniciante, o Flutter pode ser um com caminho para começar na programação mobile.

Novas Tecnologias

Além do ganho com performance, o Flutter é uma tecnologia recente de fácil aprendizado e já possui novas tecnologias sendo desenvolvidas, dentre elas:

• Flutter para web;

• Flutter para desktop.

Ou seja, você irá construir um aplicativo que poderá ser reaproveitado para suas aplicações web e também desktop. Esse é um sonho para muitos desenvolvedores: ter apenas uma base de código para toda a camada de apresentação.

Desvantagens do Flutter

Como nada é perfeito, o Flutter também não é. Ele é considerado um framework imaturo, que ainda não é totalmente estável e possui alguns recursos dos sistemas operacionais que não são suportados.

Quem usa Flutter?

Diversas empresas ao redor do mundo passaram a utilizar Flutter para o desenvolvimento de suas aplicações, principalmente por conta da facilidade de quase todos os seus desenvolvedores estudarem a mesma ferramenta - e sem necessidade de especialização em Android ou iOS, já que o código feito funcionaria em ambos os sistemas operacionais.

Dessa forma, os desenvolvedores, ao resolverem um problema, precisam se preocupar tão somente com a aplicação em si, sem necessidade de focar na arquitetura ou nas configurações.

Separamos algumas empresas que já adotaram o Flutter: Nubank, Ifood, Ebay, Alibaba.com, Cubos Tecnologia e a própria Google.

marcas que adotaram Flutter

Como está o mercado para desenvolvedores mobile em Flutter?

Não é novidade que o mundo inteiro está cada vez mais conectado através dos smartphones: 5,22 bilhões de pessoas ao redor do mundo possuem um mobile, isso corresponde a 66,6% da população mundial, dados estes apresentados pelo relatório da We Are Social e Hootsuite de janeiro de 2021.

E aqui no Brasil, os dados são ainda mais expressivos. Tratando-se de mobile, 97% das pessoas que acessam a internet o fazem pelos seus smartphones, segundo a pesquisa da Bain & Company. Cada vez mais as pessoas têm resolvido problemas e tarefas de rotina através dos celulares, o que gera aumento de demanda por softwares e aplicações melhores e mais modernas.

A procura por desenvolvedores mobile está aumentando

Seguindo o mesmo raciocínio, a procura por desenvolvedores mobile está aumentando, mas isso não é uma conclusão qualquer.

Segundo um levantamento feito pela GeekHunter,  só no primeiro semestre de 2021, houve um aumento de 600% nas buscas por desenvolvedores mobile, em relação ao mesmo período do ano de 2020.

A média salarial para devs mobile cresceu

Não só a procura pelos profissionais aumentou, como também os salários chegaram a aumentar 18%, em se tratando de profissionais juniores com até 2 anos de experiência, e 11% para os seniores, com mais de 7 anos de experiência na área.

São aumentos significativos, principalmente se tratando de profissionais de tecnologia, que em sua maioria são contratados por regime CLT.

Portanto, não existe hora melhor para se dedicar à carreira de dev mobile se você se identifica com isso. Segundo o relatório anual da Cisco, o Brasil chegará a 6,2 bilhões de downloads de aplicativos móveis até 2023.

Com a chegada do 5G, a previsão é que até 2023, 84% da população nacional tenha acesso a um celular, o que corresponde a 181,1 milhões de pessoas. Um mercado com infinitas possibilidades.

A mudança de carreira, por mais incerta que pareça no início, é bastante recompensadora quando acontece. Se este for o seu desejo, invista em pesquisa, se informe sobre a área, consuma conteúdos que te tragam segurança sobre a sua escolha e procure orientação de profissionais qualificados para te guiar nessa transição.

Como aprender Flutter?

Por ser novo, não há tanto material na internet sobre Flutter, principalmente para quem ainda é iniciante em programação. Por isso, é bom buscar conhecimento com profissionais do mercado, que utilizam o Flutter em seu dia a dia.

A Cubos Academy é uma escola de tecnologia que tem como missão transformar a realidade por meio da educação, formando talentos conectados com as demandas do mercado de tecnologia e montamos um curso de Flutter imperdívell!

Durante o curso, trazemos toda a experiência em tecnologia, adquirida ao longo de  7 anos da atuação da  Cubos Tecnologia. Também carregamos a experiência de um curso interno de Flutter, destinado ao time de desenvolvedores da Cubos.

Com certeza é aprendizado garantido!

Além de diversos cursos nas áreas de Programação, UX Design e Product Management, também disponibilizamos muitos conteúdos gratuitos através do blog e das redes sociais (Instagram, Linkedin e Youtube).

Conheça mais sobre a Cubos Academy e as nossas possibilidades de ensino, acesse agora todos os nossos cursos!

Quer se matricular no nosso Curso de  Flutter?! Clique aqui e entre na lista de espera da próxima turma.

Saiba mais sobre a Cubos Academy em https://cubos.academy/!